El Clandestino recebe exposição da artista plástica Celaine Refosco


Vernissage do trabalho Manuais ocorreu na quinta-feira, dia 5,

mas obras seguirão em exibição até o dia 27 de maio


          A galeria El Clandestino está com mais uma exposição: Manuais, da artista plástica Celaine Refosco, que é composta por objetos para a casa, feitos em tricô, crochê e tear e desenvolvidos por meio do projeto Mulheres de Mafra. Há, ainda, obras produzidas a partir da malha estampada, matéria-prima de segunda mão, resignificando com as mãos e o olhar os resíduos industriais.


          “Esse trabalho me deixa guiar pelas matérias e pela vontade de falar sobre certo assunto: as atividades que se fazem com as mãos, os trabalhos manuais. Afinal, muitas são as mulheres que mudaram a sua e outras histórias com agulhas nas mãos.  É um percurso, o meu percurso”, define Celaine.


          Manuais tem uma instalação na fachada da galeria, com o objetivo de conectar o público da rua com a obra e intervir na paisagem urbana. Durante os dias de exibição haverá um evento para arquitetos para apresentar a linha de tecidos estampados para decoração, produzidos pela artista plástica, e mostrar o trabalho que a El Clandestino realiza com consultoria para aquisição de obras de arte. As obras seguem em exibição até o dia 27 de maio, das 14 às 18 horas.


Sobre o Mulheres de Mafra

           O Projeto Mulheres de Mafra propõe repensar os resíduos da indústria têxtil, reconhecendo-os como recurso com o qual agricultoras de fumo tecem nova realidade. A diferença entre resíduo e recurso está na perspectiva. Produzindo e comercializando peças decorativas e utilitárias em crochê, tricô e tear a partir da rama da malha, as Mulheres de Mafra desenvolvem autonomia. 


          Em 2015, o projeto obteve reconhecimento por sua relevância, sendo aprovado para a captação de recursos junto ao Ministério da Cultura/PRONAC pela Lei Rouanet, que permite às pessoas jurídicas e pessoas físicas doarem para o projeto até 70% do valor total devido para o Imposto de Renda.
Por meio de workshops e encontros para orientação, as Mulheres de Mafra recebem capacitação para que se tornem autossuficientes em seu novo negócio. Inicialmente, a confecção de objetos de decoração e utilitários traz um retorno financeiro que complementa a renda, mas o objetivo é que cada pessoa do grupo tenha a possibilidade de escolher não trabalhar mais com o fumo.
A troca de conhecimentos, técnicas, capacitação para a gestão e desenvolvimento de produtos são os objetivos principais para esse grupo.

A artista 

          Celaine Refosco é a diretora criativa do Instituto Orbitato. Artista plástica formada pela Escola de Belas Artes do Paraná – EMBAP, mestre em educação pela Universidade de La Habana/Cuba, é ainda especialista em design para habitação pelo CDI, Uruguai/Itália e diretora de criação em moda pela FAAP e MASP/ABIT. Trabalhou com desenho de estampas em importantes indústrias brasileiras, ilustrou a Revista Trip e implantou o curso de graduação em moda da Unerj, em Jaraguá do Sul, que coordenou de 2003 a 2006. Transita entre a arte e o design têxtil. Tomou a liderança em várias oportunidades em favor da ampliação do conhecimento e da capacidade criadora relacionada ao design ao têxtil, à moda e à arte. Vislumbrou a lacuna educacional e cultural que permitiu a criação do Instituto Orbitato no cenário industrial catarinense. Coordena o projeto socioambiental Mulheres de Mafra, que permite fumicultoras da cidade gerarem renda processando manualmente resíduos têxteis, um problema crescente na indústria. 


Serviço
O quê: Exposição Manuais, de Celaine Refosco
Onde: El Clandestino Galeria de Arte – Rua Ministro Calógeras, 287 – Centro
Quando: 6 a 27 de maio
Horário de visitação: de segunda a sexta-feira, das 14 às 18 horas
Informações: (47) 3025-5774 / 9964-5414
Site: www.elclandestino.com.br

Apoio cultural
Euroroma, Mulheres de Mafra, SIMDEC, Fundação Cultural de Joinville e Prefeitura de Joinville  

 

Assessoria de imprensa
Santa Cultura – Comunicação Criativa
Sandra Moser / Taísa Rodrigues
(47) 9179-7484 / (47) 8864-3373
sandra@santacultura.com.br / taisa@santacultura.com.br
facebook.com/santaculturacomunicacao
www.santacultura.com.br