Instituto Luiz Henrique Schwanke lança edital para curso de capacitação gratuito

O cenário cultural joinvilense terá a oportunidade de ter mais artistas, professores, gestores, produtores e demais pessoas ligadas às artes visuais aptas a desenvolverem projetos sócio criativos a partir do processo do artista Luiz Henrique Schwanke. O Instituto que leva o nome do artista lança o edital “O Museu Luiz Henrique Schwanke como Agente de Transformação Social no Bairros”, contextualizado no projeto “Schwanke nos Bairros”, aprovado pelo Sistema Municipal de Cultura – Simdec, em 2015, com inscrições até 11 de julho.

O objetivo é capacitar pessoas atuantes em artes visuais e incentivar a expansão dos trabalhos sociais de um modo criativo nos bairros em que atuam. Serão 50 selecionados para receber capacitação em economia criativa e sobre o processo criativo de Luiz Henrique Schwanke, direcionado para o desenvolvimento social, cultural e econômico.

Ministrados por Nadja Lamas, especialista nas obras de Schwanke, e Helga Tytlik, consultora em economia criativa, os encontros serão quinzenais na Univille, com início em agosto, totalizando 84 horas/aula. Os interessados deverão entregar documentação impressa, contendo currículo com dados pessoais, telefone e-mail para contato, formação e/ou experiência/vivência em artes visuais (veja mais informações abaixo). “Este é o primeiro projeto que repensa o Museu de Arte Contemporânea Luiz Henrique Schwanke como Museu Criativo, complementando o contexto contemplativo/educativo e atuando ativamente junto à comunidade”, destaca Helga Tytlik.

Sobre o Instituto

O Instituto Luiz Henrique Schwanke é uma entidade privada sem fins lucrativos e de natureza cultural. Criado em 2003, o Instituto nasceu da união de admiradores do artista, inspirados em promover a reflexão sobre a pesquisa e apropriação da arte contemporânea em Joinville.

Desde a criação, trouxe importantes nomes da arte contemporânea para a cidade. Atua a partir das ações do voluntariado e de projetos patrocinados por editais de incentivo à cultura, que possibilitaram conferências, seminários, oficinas, exposições e publicações com participação de curadores, museólogos, críticos e artistas visuais. A entidade gerencia a criação do Museu de Arte Contemporânea Luiz Henrique Schwanke, o MAC-Schwanke, que deverá atuar como um órgão de preservação e divulgação do acervo do artista joinvilense, adquirindo e mantendo as obras de outros artistas contemporâneos brasileiros e estrangeiros, produzidas a partir do ano 2000. m 2015, acompanhando as iniciativas e realidades dos museus internacionais, adotou o conceito de Museu Criativo com propósito de atuar também como vetor de desenvolvimento local.

Quem foi Luiz Henrique Schwanke

Luiz Henrique Schwanke, referência em arte contemporânea, é um dos artistas brasileiros mais premiados em exposições, com reconhecimento internacional. Trabalhou em mais de cinco mil obras, entre desenhos, pinturas, esculturas e instalações. Nascido em Joinville, em 1951, formou-se em Comunicação Social pela Universidade Federal do Paraná. No teatro atuou como escritor, ator e cenógrafo. Realizou inúmeras exposições individuais como, por exemplo, na Galeria Sérgio Milliet, no Rio de Janeiro (1980); na Sala Miguel Bakun da Secretaria de Cultura, em Curitiba (1986); e na Escola de Artes Visuais do Parque Lage, no RJ (1990).  Foi o primeiro catarinense a participar da Bienal Internacional de São Paulo, em 1991. Faleceu em 1992, em seu ateliê.

Serviço

O quê: formação “O Museu Luiz Henrique Schwanke como Agente de Transformação Social nos Bairros”

Inscrições: até 11 de julho

Quando: início em 14 de agosto

Onde: Univille

Os interessados deverão entregar documentação impressa, contendo currículo com dados pessoais, telefone, e-mail para contato, formação e/ou experiência/vivência em artes visuais em envelope lacrado endereçado a PROJETO SCHWANKE NOS BAIRROS – CANDIDATURA e entregue na sede, rua Dr. João Colin, 1285 - América, Joinville - das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30.