François Muleka: da música para obras de arte Psicodelicado abre dia 8 em Florianópolis

 A arte está no DNA de François Muleka. O músico brasileiro, filho de africanos, radicado em Florianópolis/SC, é único e irreverente em suas canções com influências da música brasileira, hits americanos e, claro, a tradicional africana. Todos esses ingredientes fazem o público viajar com as seus shows, batuques, assovios e violão. E não é diferente com os seus desenhos. A marca registrada de François Muleka está estampada nas obras que serão expostas pela primeira vez na capital catarinense.

Psicodelicado é o nome da exposição inédita que abre no dia 8 de maio, às 21h, na Galeria Soulciety (veja detalhes abaixo). François, em suas obras, é artista que fala do fundo do coração por meio de sua pele e de seus pelos sobre o que há de fantasticamente trivial e ao mesmo tempo sublime e grotesco em temas cotidianos. Autodidata, ele explora estes temas fazendo uso de diversas mídias e abordagens técnicas, passeando pelos pluriversos da música, literatura, artes visuais e engenhocas.

Com curadoria do artista Rafael Oliveira, o artista apresenta uma série de reflexões imagéticas que tangem assuntos como a discrepância entre o “ser” e o “parecer”, e indefinição das linhas da tríplice fronteira entre a realidade, o que dela se pode perceber e as suas representações possíveis – todas em nível mais subjetivo do que objetivo. Tais reflexões dizem respeito a um terreno vasto dotado de arenosa incerteza, portanto, Psicodelicado.

“Essa exposição para mim é, primeiramente, uma oportunidade de falar sem depender do uso da palavra, apenas ideias e imagens. Faz parte de um projeto integral voltado para a criação chamado Faunália, no qual me proponho a aprender diversos meios de expressão e compartilho esta experiência por vias expositivas (o show Faunália, a exposição Psicodelicado e um livro de poesias ainda em preparação e sem título) e de formação (a oficina CriATIVAmente e uma série de palestras com o mesmo nome voltadas para pessoas envolvidas em quaisquer processos criativos)", declara François.

  Neste terreno circunscrito de maneira peculiar em nanquim e aquarela, os repertórios pictóricos e emotivos do expectador e do autor brincam de esconde-esconde e pega-pega em meio a figuras ora oníricas, ora fantasmagóricas, ora delicadas e pungentes, ora pulsantes e abrasadoras, que “são o que não parecem ser” e “não são o que parecem”.

                O corpo da exposição é composto de 15 obras com técnica mista em que predominam o uso de nanquim e aquarela sobre papel em diversos tamanhos e inclui algumas intervenções com giz pastel oleoso e lápis de cor, constituindo um prato cheio para olhos curiosos e revisitadores de sentimentalidades.

                A exposição fica até dia 25 de maio e a entrada é gratuita.

 

Saiba mais em: www.facebook.com/francois.muleka

Serviço

O quê: Psicodelicado, por François Muleka

Quando: de 8 a 25 maio

Onde: Galeria Soulciety – avenida Me. Benvenuta, 1548, bairro Santa Mônica – Florianópolis/SC

Entrada: Gratuita

 

Assessoria de Comunicação

Santa Cultura Comunicação Criativa

Sandra Moser e Taísa Rodrigues

Tel.: (47) 99179-7484 / (47) 98864-3373

sandra@santacultura.com.br/taisa@santacultura.com.br

facebook.com/santacultura

www.santacultura.com.br